O que é: Tratamento de Radiofrequência Tripolar

Escrito por em Outubro 17, 2023
Junte-se a mais de X pessoas

Entre para nossa lista e receba conteúdos exclusivos e com prioridade

O que é Tratamento de Radiofrequência Tripolar?

A radiofrequência tripolar é um tratamento estético não invasivo que utiliza ondas eletromagnéticas para estimular a produção de colágeno e melhorar a aparência da pele. Essa técnica é amplamente utilizada para tratar rugas, flacidez, celulite e gordura localizada, proporcionando resultados visíveis e duradouros.

Como funciona a Radiofrequência Tripolar?

A radiofrequência tripolar atua aquecendo as camadas mais profundas da pele, estimulando a produção de colágeno e elastina. Essas substâncias são responsáveis pela firmeza e elasticidade da pele, e sua produção diminui com o passar dos anos. Com o aquecimento controlado, a radiofrequência tripolar promove a contração das fibras de colágeno existentes e a formação de novas fibras, resultando em uma pele mais firme e rejuvenescida.

Quais são os benefícios do Tratamento de Radiofrequência Tripolar?

O tratamento de radiofrequência tripolar oferece uma série de benefícios para a pele, incluindo:

– Redução de rugas e linhas de expressão: A estimulação do colágeno promovida pela radiofrequência tripolar ajuda a suavizar as rugas e linhas de expressão, proporcionando uma aparência mais jovem e revitalizada.

– Melhora da textura da pele: A radiofrequência tripolar também melhora a textura da pele, deixando-a mais lisa e uniforme.

– Redução da flacidez: O aquecimento das camadas mais profundas da pele promovido pela radiofrequência tripolar estimula a produção de colágeno, o que ajuda a combater a flacidez e a deixar a pele mais firme e tonificada.

– Combate à celulite: A radiofrequência tripolar também é eficaz no tratamento da celulite, pois ajuda a quebrar as células de gordura e a melhorar a circulação sanguínea na região afetada.

– Redução de medidas: Além de melhorar a aparência da pele, a radiofrequência tripolar também pode ajudar a reduzir medidas, pois estimula a quebra das células de gordura e a eliminação de toxinas.

Como é feito o Tratamento de Radiofrequência Tripolar?

O tratamento de radiofrequência tripolar é realizado em consultórios ou clínicas estéticas por profissionais capacitados. Antes do procedimento, é aplicado um gel condutor na pele para facilitar a passagem das ondas eletromagnéticas. Em seguida, o aparelho de radiofrequência é movimentado sobre a área a ser tratada, emitindo as ondas eletromagnéticas.

A duração do tratamento varia de acordo com a área a ser tratada, mas geralmente dura entre 30 minutos e 1 hora. Durante o procedimento, é comum sentir uma sensação de calor na pele, mas isso é perfeitamente normal e não causa desconforto.

Quantas sessões são necessárias?

O número de sessões necessárias para obter resultados satisfatórios com o tratamento de radiofrequência tripolar pode variar de acordo com o objetivo do paciente e a condição da pele. Em média, são recomendadas de 6 a 10 sessões, com intervalos de 1 a 2 semanas entre cada uma.

É importante ressaltar que os resultados do tratamento são progressivos e podem levar algum tempo para se tornarem visíveis. Além disso, é fundamental seguir as orientações do profissional e manter uma rotina de cuidados com a pele para potencializar os efeitos da radiofrequência tripolar.

Quais são os cuidados pós-tratamento?

Após o tratamento de radiofrequência tripolar, é importante seguir algumas recomendações para garantir a eficácia do procedimento e evitar complicações. Algumas dessas recomendações incluem:

– Evitar exposição ao sol: É fundamental evitar a exposição direta ao sol nas áreas tratadas, principalmente nos primeiros dias após o procedimento. Caso seja necessário sair ao ar livre, é importante utilizar protetor solar com fator de proteção adequado.

– Hidratar a pele: A hidratação da pele é essencial para manter os resultados do tratamento. Portanto, é importante utilizar produtos hidratantes adequados para o seu tipo de pele e manter uma rotina de cuidados diários.

– Evitar atividades físicas intensas: Nos primeiros dias após o tratamento, é recomendado evitar atividades físicas intensas que possam causar suor excessivo e irritação na pele.

– Seguir as orientações do profissional: É fundamental seguir todas as orientações do profissional responsável pelo tratamento, tanto durante o procedimento quanto no pós-tratamento. Isso inclui evitar o uso de produtos irritantes na pele e manter uma alimentação saudável e equilibrada.

Contraindicações do Tratamento de Radiofrequência Tripolar

Embora o tratamento de radiofrequência tripolar seja seguro e eficaz na maioria dos casos, existem algumas contraindicações que devem ser consideradas. Essas contraindicações incluem:

– Gravidez: Mulheres grávidas ou que estejam amamentando não devem realizar o tratamento de radiofrequência tripolar, pois não há estudos suficientes que comprovem a segurança do procedimento nesses casos.

– Doenças de pele ativas: Pessoas que apresentam doenças de pele ativas, como dermatite, eczema ou psoríase, devem evitar o tratamento de radiofrequência tripolar, pois o aquecimento da pele pode agravar essas condições.

– Implantes metálicos: Pacientes que possuem implantes metálicos na área a ser tratada devem evitar o procedimento, pois as ondas eletromagnéticas podem interferir nesses dispositivos.

– Doenças cardiovasculares: Pessoas que sofrem de doenças cardiovasculares devem consultar um médico antes de realizar o tratamento de radiofrequência tripolar, pois o aquecimento da pele pode afetar a circulação sanguínea.

– Histórico de câncer de pele: Pacientes com histórico de câncer de pele devem evitar o tratamento de radiofrequência tripolar, pois o aquecimento da pele pode estimular o crescimento de células cancerígenas.

Conclusão

O tratamento de radiofrequência tripolar é uma opção eficaz para melhorar a aparência da pele, combater a flacidez, reduzir rugas e linhas de expressão, tratar a celulite e reduzir medidas. No entanto, é importante ressaltar que cada caso é único e os resultados podem variar de pessoa para pessoa. Portanto, é fundamental consultar um profissional especializado para avaliar a sua condição e indicar o melhor tratamento para você.