O que é: Técnica de Peeling Químico

Escrito por em Outubro 16, 2023
Junte-se a mais de X pessoas

Entre para nossa lista e receba conteúdos exclusivos e com prioridade

O que é Técnica de Peeling Químico?

O peeling químico é uma técnica utilizada para melhorar a aparência da pele, promovendo a renovação celular e tratando diversas condições dermatológicas. Essa técnica consiste na aplicação de substâncias químicas na pele, que causam uma descamação controlada e estimulam a regeneração dos tecidos.

Como funciona o Peeling Químico?

O peeling químico atua em diferentes camadas da pele, dependendo da intensidade do tratamento. As substâncias químicas utilizadas podem variar, mas geralmente são ácidos como o ácido glicólico, ácido salicílico e ácido tricloroacético. Esses ácidos promovem a esfoliação da pele, removendo as células mortas e estimulando a produção de colágeno.

Indicações do Peeling Químico

O peeling químico é indicado para o tratamento de diversas condições dermatológicas, tais como:

– Acne: o peeling químico pode ajudar a reduzir a acne, controlando a oleosidade da pele e desobstruindo os poros.

– Manchas na pele: o peeling químico é eficaz no clareamento de manchas causadas pelo sol, melasma e hiperpigmentação.

– Rugas e linhas de expressão: o peeling químico estimula a produção de colágeno, melhorando a textura da pele e reduzindo rugas e linhas de expressão.

– Cicatrizes: o peeling químico pode ajudar a suavizar cicatrizes de acne, cirurgias ou traumas.

– Poros dilatados: o peeling químico pode ajudar a reduzir a aparência dos poros dilatados, deixando a pele mais uniforme.

Tipos de Peeling Químico

Existem diferentes tipos de peeling químico, que variam de acordo com a profundidade de ação na pele. Os principais tipos são:

– Peeling superficial: atua apenas na camada mais externa da pele, sendo indicado para o tratamento de manchas superficiais e rejuvenescimento.

– Peeling médio: atua em camadas mais profundas da pele, sendo indicado para o tratamento de rugas, cicatrizes e manchas mais profundas.

– Peeling profundo: atua nas camadas mais profundas da pele, sendo indicado para o tratamento de rugas profundas, cicatrizes de acne e outras condições mais graves.

Como é feito o Peeling Químico?

O peeling químico é realizado em consultório dermatológico, por um profissional especializado. Antes do procedimento, a pele é limpa e preparada para receber o peeling. Em seguida, a substância química é aplicada na pele, podendo causar uma sensação de ardor ou queimação temporária.

A duração do procedimento pode variar de acordo com o tipo de peeling e a área a ser tratada. Após a aplicação, é comum a pele ficar avermelhada e descamar nos dias seguintes.

Cuidados pós-Peeling Químico

Após o peeling químico, é importante seguir as orientações do dermatologista para garantir uma boa recuperação da pele. Alguns cuidados comuns incluem:

– Evitar exposição solar: a pele estará mais sensível após o peeling, por isso é importante evitar a exposição solar direta e utilizar protetor solar diariamente.

– Hidratação da pele: é importante manter a pele hidratada após o peeling, utilizando produtos recomendados pelo dermatologista.

– Evitar produtos irritantes: durante o período de recuperação, é recomendado evitar o uso de produtos irritantes, como esfoliantes e ácidos.

Resultados do Peeling Químico

Os resultados do peeling químico podem variar de acordo com o tipo de peeling realizado e as condições da pele do paciente. Geralmente, é possível observar uma melhora na textura da pele, redução de manchas e rugas, e uma aparência mais rejuvenescida.

Contraindicações do Peeling Químico

O peeling químico não é indicado para todas as pessoas e existem algumas contraindicações, tais como:

– Gravidez e amamentação: mulheres grávidas ou amamentando devem evitar o peeling químico.

– Pele sensível: pessoas com pele sensível podem ter uma reação adversa ao peeling químico, por isso é importante realizar um teste prévio.

– Infecções ativas: pessoas com infecções ativas na pele devem evitar o peeling químico.

– Histórico de queloides: pessoas com histórico de formação de queloides devem evitar o peeling químico.

Considerações Finais

O peeling químico é uma técnica eficaz para melhorar a aparência da pele e tratar diversas condições dermatológicas. No entanto, é importante realizar o procedimento com um profissional qualificado e seguir todas as orientações pós-peeling para garantir uma recuperação adequada da pele.