O que é: Intradermoterapia

Escrito por em Outubro 8, 2023
Junte-se a mais de X pessoas

Entre para nossa lista e receba conteúdos exclusivos e com prioridade

O que é Intradermoterapia?

A intradermoterapia é um procedimento estético minimamente invasivo que consiste na aplicação de substâncias ativas diretamente na pele, por meio de injeções superficiais. Essas substâncias podem ser compostas por vitaminas, minerais, aminoácidos, enzimas, ácido hialurônico, entre outros, e são escolhidas de acordo com a necessidade de cada paciente.

Como funciona a Intradermoterapia?

A intradermoterapia atua estimulando a regeneração celular, melhorando a circulação sanguínea e promovendo a produção de colágeno e elastina. Esses efeitos resultam em uma pele mais saudável, firme e rejuvenescida. Além disso, a técnica também pode ser utilizada para tratar problemas como celulite, estrias, flacidez, gordura localizada e queda de cabelo.

Quais são os benefícios da Intradermoterapia?

A intradermoterapia oferece uma série de benefícios para a pele e para o corpo. Entre eles, podemos destacar:

– Melhora da textura e da aparência da pele;

– Estímulo à produção de colágeno e elastina;

– Redução da flacidez e das rugas;

– Diminuição da celulite e das estrias;

– Eliminação de toxinas e impurezas;

– Aumento da circulação sanguínea;

– Melhora da oxigenação e nutrição celular;

– Redução da gordura localizada;

– Estímulo ao crescimento capilar;

– Aumento da autoestima e da confiança.

Como é feito o procedimento de Intradermoterapia?

O procedimento de intradermoterapia é realizado por um profissional capacitado, geralmente um médico dermatologista ou esteticista. Antes da aplicação, é feita uma avaliação da pele e uma análise das necessidades do paciente. Em seguida, são escolhidas as substâncias que serão utilizadas e a quantidade adequada para cada região a ser tratada.

A aplicação é feita com o uso de agulhas finas, que permitem a introdução das substâncias na camada superficial da pele. O número de sessões necessárias varia de acordo com o objetivo do tratamento e a resposta de cada paciente. Geralmente, são recomendadas de 5 a 10 sessões, com intervalos de 15 a 30 dias entre elas.

Quais são os cuidados após a Intradermoterapia?

Após a intradermoterapia, é importante seguir alguns cuidados para garantir a eficácia do tratamento e evitar complicações. Entre eles, podemos citar:

– Evitar exposição solar intensa nas primeiras 48 horas;

– Utilizar protetor solar diariamente;

– Evitar o uso de maquiagem nas áreas tratadas;

– Não realizar atividades físicas intensas nas primeiras 24 horas;

– Evitar o consumo de álcool e tabaco;

– Seguir as orientações do profissional responsável pelo tratamento.

Quais são os possíveis efeitos colaterais da Intradermoterapia?

A intradermoterapia é considerada um procedimento seguro, porém, como qualquer intervenção estética, pode apresentar alguns efeitos colaterais. Os mais comuns são:

– Dor e sensibilidade no local da aplicação;

– Pequenos hematomas;

– Edema (inchaço) temporário;

– Vermelhidão e irritação na pele;

– Coceira e descamação;

– Sensação de calor;

– Pequenos pontos de sangramento.

Quem pode realizar a Intradermoterapia?

A intradermoterapia pode ser realizada por médicos dermatologistas ou esteticistas devidamente capacitados. É importante buscar profissionais qualificados e experientes para garantir a segurança e eficácia do tratamento.

Quais são as contraindicações da Intradermoterapia?

A intradermoterapia não é indicada para todas as pessoas. Existem algumas contraindicações que devem ser consideradas, tais como:

– Gestantes e lactantes;

– Pessoas com doenças autoimunes;

– Pacientes em tratamento oncológico;

– Pessoas com infecções ativas na pele;

– Indivíduos com alergia aos componentes das substâncias utilizadas;

– Pessoas com distúrbios de coagulação sanguínea;

– Pacientes em uso de medicamentos anticoagulantes;

– Indivíduos com histórico de queloides ou cicatrizes hipertróficas.

Quais são os resultados esperados com a Intradermoterapia?

Os resultados da intradermoterapia podem variar de acordo com a resposta de cada paciente e a finalidade do tratamento. No entanto, em geral, é possível observar uma melhora significativa na textura, firmeza e aparência da pele, além da redução de problemas como celulite, estrias, flacidez e queda de cabelo.

Conclusão

A intradermoterapia é um procedimento estético eficaz e seguro, que pode trazer diversos benefícios para a pele e o corpo. Por meio da aplicação de substâncias ativas diretamente na pele, é possível estimular a regeneração celular, melhorar a circulação sanguínea e promover a produção de colágeno e elastina. No entanto, é importante buscar profissionais qualificados e seguir todas as orientações pós-tratamento para garantir resultados satisfatórios e evitar complicações.